Modo Noturno:

Crítica: Licorice Pizza

Licorice Pizza, EUA, 2021


Trailer · Filmow · IMDB · RottenTomatoes

★★★★★


Se em Era Uma Vez em Hollywood o diretor Quentin Tarantino faz um nostálgico passeio pela Los Angeles do final dos anos 1960, em Licorice Pizza Paul Thomas Anderson faz um nostálgico passeio pelas idas e vindas de um primeiro amor. Aqui, o local e a época também são importantes, mas os personagens excêntricos e os eventos históricos servem apenas como pano de fundo para um romance tão improvável quanto acidentado. PTA mostra mais uma vez que não está interessado em histórias de amor convencionais.

licorice pizza 1

A trama pode frustrar quem estiver esperando os típicos desenvolvimentos de uma comédia romântica ou de um romance dramático. Nesse sentido, o roteiro de PTA lembra a abordagem adotada na série Succession, preferindo o realismo psicológico ao invés de grandes reviravoltas dramáticas. Ainda assim, algumas reviravoltas dramáticas estão presentes, mas não para chocar ou emocionar o espectador. Por mais que a narrativa esteja o tempo inteiro dando sinais de grandes surpresas ou tragédias, esse é muito mais um filme sobre pessoas normais lidando com problemas normais.

Licorice Pizza faz um reconfortante recorte das vidas de um adolescente que está tentando conquistar uma mulher adulta e de uma mulher adulta que está tentando encontrar a si própria enquanto se sente estranhamente atraída pelo garoto. Alana (Alana Haim) e Gary (Cooper Hoffman) parecem formar uma versão norte-americana e setentista do casal da música Eduardo e Mônica, que recentemente foi adaptada para o cinema com uma abordagem mais convencional, ainda que emocionalmente ressonante.

Além dos óbvios paralelos com Era Uma Vez em Hollywood, o filme também dialoga quase que abertamente com outras obras de PTA. Se o estranho romance nos lembra de Embriagado de Amor e Trama Fantasma, o enebriado clima setentista nos transporta para Boogie Nights e Vício Inerente, tornando Licorice Pizza uma pequena combinação desses outros trabalhos do diretor. E mais uma vez, apesar de todos os problemas e obstáculos, a narrativa jamais perde um doce tom de otimismo.

licorice pizza 2

O diretor até cria momentos de tensão e suspense, mas não dá a eles os óbvios desenvolvimentos dramáticos que seriam comuns em filmes mais convencionais. Aqui, esses momentos servem apenas para manter tanto os personagens quanto o espectador com a sensação de estar à beira de um precipício, com tudo podendo mudar em um piscar de olhos. Porém, Licorice Pizza não é esse tipo de filme, e está focado apenas em mostrar duas pessoas que estão criando memórias compartilhadas para as quais vão olhar com carinho e nostalgia quando estiverem mais velhas.

Embalado por ótimas atuações de Alana Haim e Cooper Hoffman, Licorice Pizza é mais um fantástico exercício cinematográfico de Paul Thomas Anderson, mostrando que o diretor ainda tem pleno controle de sua arte. A trama pode não ser a mais épica e impactante do cineasta, mas com certeza é uma das mais genuinamente humanas e otimistas.

Siga ou compartilhe: