Modo Noturno:

Category Archives: Crítica

Crítica: Sala Verde

Green Room, EUA, 2015 Terror é tenso e cruel, mas sem abandonar a inteligência e o humor ★★★☆☆ Em Sala Verde, após presenciar um assassinato, uma banda de punk rock fica encurralada em uma sala de bastidores de um bar neo-nazista. A única coisa que

Crítica: Herança de Sangue

Blood Father, França, 2016 Singela e focada, ação à moda antiga faz ótimo uso da carga dramática de Mel Gibson ★★★☆☆ Quando sua filha desaparecida liga desesperada em busca de ajuda, o ex-presidiário Link (Mel Gibson) não pensa duas vezes e vai ao resgate. Mas

Crítica: O Homem nas Trevas

Don’t Breath, EUA, 2016 Terror é eficiente e faz ótimo uso de sua simples premissa ★★★☆☆ Três jovens delinquentes invadem a casa de um velho cego para roubar um dinheiro que ele recebeu de indenização. Infelizmente pra eles, o velho veterano de guerra, mesmo cego,

Crítica: Cães de Guerra

War Dogs, EUA, 2016 Comédia lança um interessante olhar sobre os bastidores da guerra ★★★☆☆ Cães de Guerra dramatiza a história real de David Packouz (interpretado por Milles Teller) e Efraim Diveroli (Jonah Hill), dois jovens de vinte e poucos anos de Miami que ficaram

Crítica: Aquarius

Aquarius, Brasil, 2016 Filme é uma longa reflexão sobre a sociedade brasileira e sobre a passagem do tempo ★★★★☆ De forma calma e contemplativa, Aquarius segue um pouco da rotina de Clara (Sonia Braga), viúva de 65 anos e mãe de três filhos adultos, e

Crítica: Star Trek – Sem Fronteiras

Star Trek: Beyond, EUA, 2016 Filme faz uma mistura perfeita entre ação alucinante e o material fonte da franquia ★★★★☆ No início de Star Trek – Sem Fronteiras, a USS Enterprise atraca na base estelar de Yorktown para reabastecer e reestabelecer contato com a civilização.

Crítica: Águas Rasas

The Shallows, EUA, 2016 Apesar dos muitos clichês, suspense diverte e entrega o prometido ★★★☆☆ Em Águas Rasas, a estudante de medicina Nancy (Blake Lively) vai surfar em uma praia deserta e paradisíaca na qual sua mãe havia surfado muitos anos antes. Mas como nem

Crítica: Quando as Luzes se Apagam

Lights Out, EUA, 2016 Bem amarrado e eficiente, terror garante sustos e diversão na medida certa ★★★☆☆ Quando seu irmão menor começa a passar pelas mesmas experiências que ela passou quando criança, Rebecca (Teresa Palmer) conversa com sua mãe (Sophie, interpretada por Maria Bello) e