Modo Noturno:

10 Filmes Com Líderes Fanáticos

Qual a diferença entre um líder normal e um verdadeiro fanático? Além de narcisistas e carismáticos, os líderes fanáticos são figuras paternais que prometem alguma forma de proteção ou salvação para seus seguidores ou para o mundo. Os filmes abaixo mostram alguns líderes como esses, que possuem algumas das seguintes características (típicas de líderes de seitas):

  • É imaturo e controlador, a ponto de se considerar dono das vidas dos seus seguidores;
  • É paranoico e está sempre alertando contra “inimigos” externos;
  • Diz “amar” seus seguidores e que ele é a única pessoa em quem eles podem confiar;
  • Castiga os seguidores que o desobedecem (por meio de humilhações ou cárcere privado, dentre outras formas);
  • É instável e imprevisível, pois nunca se sabe se está em um momento de “amor” ou de “castigo”;
  • Promove uma mentalidade de “nós contra eles”, e quem não é seguidor fiel é considerado inimigo e/ou traidor;
  • Não aceita críticas ou questionamentos, exigindo fé, obediência e fidelidade absolutas;
  • Se irrita quando não consegue o que quer ou as coisas não são feitas do jeito dele;
  • Usa seu poder sobre as pessoas para obter benefícios pessoais, seja riqueza, sexo, proteção judicial, etc.;

1. O Mensageiro do Diabo (1955)

Trailer · Filmow · IMDB · RottenTomatoes

Em O Mensageiro do Diabo, o Reverendo Harry Powell (Robert Mitchum) é um ardiloso e misógino fanático religioso que passa a perseguir uma família pobre cujo patriarca acaba de morrer depois de deixar escondida uma pequena fortuna, fruto de um assalto a banco. A fragilizada viúva não faz ideia do que está acontecendo, enquanto as crianças passam a ser incessantemente perseguidas para que revelem a localização do dinheiro. Aqui, o “monstro” se esconde em plena vista, usando não apenas todo seu carisma e simpatia, mas também a “palavra de Deus”, convencendo jovens, velhos e adultos de que ele é uma das melhores criaturas que já pisou nessa Terra.

2. A Queda! As Últimas Horas de Hitler (2004)

Prime Video · Trailer · Filmow · IMDB · RottenTomatoes

A Queda mostra os últimos dias de Adolf Hitler antes da derrota da Alemanha na Segunda Guerra Mundial. O filme traça um retrato realista e aterrador do que é estar em um grupo fanático em seus momentos finais. Mesmo quando Hitler já parece completamente descolado da realidade e passa a tomar decisões completamente irracionais, a maior parte dos seus fiéis subalternos seguem obedecendo suas ordens e fingindo que o líder sempre tem a razão. O apego a uma causa perdida na qual haviam depositado todas as suas esperanças é tão grande que vários deles preferem matar a própria família e cometer suicídio do que encarar a realidade da situação e as consequências dos próprios atos.

3. V de Vingança (2005)

HBO Go · Trailer · Filmow · IMDB · RottenTomatoes

Se V de Vingança já apareceu em duas outras listas desse blog (essa e essa) é porque o governo montado pelo Alto Chanceler Adam Sutler (John Hurt) é um perfeito exemplo do autoritarismo que resulta do fanatismo. Na graphic novel na qual o filme é baseado, as instituições chamadas de “O Olho” e “A Orelha” são responsáveis pelo aparato de vigilância do governo, envolvendo câmeras e escutas escondidas. “O Nariz” é a frente investigativa, enquanto “O Dedo” é a força de segurança pública que funciona como uma polícia política. O Alto Chanceler também controla o braço religioso do Estado, além de contar com uma frente de propaganda conduzida especialmente pelo programa de rádio “A Voz do Destino”, responsável por manter a população assustada e disposta a aceitar o governo autoritário.

4. O Último Rei da Escócia (2006)

Google Play · Trailer · Filmow · IMDB · RottenTomatoes

Fazendo trabalho humanitário na Uganda, o jovem doutor escocês Nicholas Garrigan (James McAvoy) cai nas graças do carismático e recém empossado ditador Idi Amin (Forest Whitaker). Garrigan acredita que Amin irá modernizar a sociedade e “libertar” o povo ugandês, mas ele rapidamente percebe as tendências paranoicas, homicidas e xenófobas do ditador, dando início a uma corrida para salvar a própria vida e daqueles com quem ele teve contato no país. O médico percebe que Amin só está disposto a aceitar pessoas que concordam completamente com ele e que jamais lhe dirão uma palavra contrária. Em seu governo e em seu país, ele não aceita ninguém que seja diferente dele.

5. O Labirinto do Fauno (2006)

Google Play · Trailer · Filmow · IMDB · RottenTomatoes

Em O Labirinto do Fauno, a pequena Ofelia (Ivana Baquero) recorre a um mundo de magia e fantasia para lidar com a brutalidade e crueldade de seu padastro, o Capitão Vidal (Sergi López). Adepto do Falangismo, ele lidera a caça e a tortura de rebeldes republicanos na Espanha Franquista. O fanatismo e a paranoia do capitão não poupam ninguém que se coloque em seu caminho.

6. Sangue Negro (2007)

Google Play · Trailer · Filmow · IMDB · RottenTomatoes

O protagonista de Sangue Negro é um tipo diferente de fanático. Daniel Plainview (Daniel Day-Lewis) é um garimpeiro duro e embrutecido que não possui seguidores e acredita apenas no poder do dinheiro, se tornando uma manifestação humana da pura ganância, do puro egoísmo e da pura misantropia. A única pessoa em quem ele confia é em si próprio, e nem seu único ente querido escapa de sua fúria irracional.

7. Mad Max: Estrada da Fúria (2015)

Google Play · Trailer · Filmow · IMDB · RottenTomatoes

Em um mundo pós-apocalíptico, Immortan Joe (Hugh Keays-Byrne) governa com mão de ferro uma pequena comunidade no meio do deserto. Seu controle sobre o fornecimento de água e alimentos também é garantido pela adoração que o povo e os Garotos de Guerra nutrem por ele, tornando-o uma figura messiânica e ameaçadora. Como em toda seita com pulsão de morte, Immortan promete glória e um lugar no paraíso para aqueles que morrerem por ele, o que os Garotos fazem sem questionamento enquanto tentam recuperar as escravas sexuais do mestre.

8. Planeta dos Macacos: A Guerra (2017)

Google Play · Trailer · Filmow · IMDB · RottenTomatoes

Diante de um vírus que estava matando a humanidade e aumentando significativamente a inteligência de macacos, o Coronel (Woody Harrelson) decide que matar todos os macacos e todos os humanos infectados é a sua melhor opção. Ao invés de investir em uma paz estabilizadora que poderia levar ao desenvolvimento de uma vacina, ele prefere resolver a questão por meio da guerra e do genocídio. Líderes como esse se consideram os únicos donos da razão e só estão dispostos a “dialogar” com quem já concorda com eles. Crítica completa aqui.

9. A Morte de Stalin (2017)

Prime Video · Trailer · Filmow · IMDB · RottenTomatoes

Apesar de ser um ditador brutal e sanguinário, Stalin ainda era amado e respeitado por parte da população da União Soviética, especialmente por pessoas simples e patrióticas, que viam nele uma figura forte e protetora da nação e do povo. O que eles não viam era como o ditador esmagava todo e qualquer sinal de oposição e que eram suas políticas centralizadoras que prejudicavam a economia e a vida diária. Os eventos que sucederam sua morte, satirizados no filme A Morte de Stalin, deixam claro o quanto sua mão pesada restringia vozes dissidentes e a evolução dos países membros da União. Veja a crítica completa aqui.

10. Vingadores: Guerra Infinita (2018)

Google Play · Trailer · Filmow · IMDB · RottenTomatoes

Thanos (Josh Brolin), grande vilão de Vingadores: Guerra Infinita (crítica aqui) e Vingadores: Ultimato (crítica aqui), é um típico fanático. Ele não apenas se considera o único detentor de uma verdade absoluta que só ele e seus seguidores conhecem, mas também se considera no direito de executar um plano absurdo e genocida para restaurar o que ele chama de “equilíbrio” no Universo. Em nome de sua grande visão e sem ninguém ter lhe dado nenhuma responsabilidade, ele está disposto a sacrificar as vidas de trilhões de seres vivos para o Universo ficar do jeito que ele acha que deveria ser.